BLOG

No blog da Bety Noivas você encontra dicas,
inspirações e novidades para tornar seu casamento perfeito!

Saiba verificar a segurança de uma casa de festas

26 Novembro 2013

Antes de assinar contrato com a casa onde será realizada a festa, leia atentamente estas dicas selecionadas do Manual de Boas Práticas, editado por Vera Simão, presidente da ABRAFESTA. Neste manual, ela descreve tudo o que um estabelecimento precisa para proporcionar segurança para você e seus convidados. Não feche negócio antes de verificar e/ou negociar cada um dos itens abaixo.

• Possuir licença de operação ou autorização de funcionamento (alvará de funcionamento, laudo do Corpo de Bombeiros e Cadam).

• Manter o espaço em conformidade com a Lei 11.986, de 16/1/96, Lei do Silêncio Urbano – PSIU, investindo no tratamento acústico.

• Explicitar o número e a distribuição de copas/cozinhas e sanitários para portadores de necessidades especiais.

• Informar prazo para solicitações extras, como pontos de luz.

• Informar existência de estacionamento terceirizado ou do espaço.

• Ficar atento à existência de seguros de trajeto e de pátio, número de manobristas e suas documentações, legislações específicas e seguro de objetos em veículos.

• Comunicar à CET sobre as datas de eventos, quando o espaço possuir estacionamento/serviço de manobrista próprio e exigir essa comunicação por parte de empresas contratadas, no caso de terceirizar o serviço.

• Receber a programação de entrada de fornecedores, preferencialmente com 10 dias de antecedência.

• Informar claramente o horário para montagem e desmontagem de eventos e as respectivas penas pelo não cumprimento.

• Especificar a existência de local para carga e descarga, se possui portas diferenciadas de acordo com o tamanho e os horários em que devem ocorrer.

• Explicar o destino e trajeto do lixo proveniente da montagem, desmontagem e do evento em si: se deverá ser levado pelos fornecedores ou não.

• Especificar a existência ou não e a quantidade de lixeiras de grande porte disponíveis no espaço.

• Sugerir uma visita técnica dos fornecedores com 30 dias de antecedência ao evento.

• Possuir câmeras de segurança.

• Informar no contrato que a responsabilidade pelo pagamento do ECAD, se necessário, será do cliente.

FONTE: ABRAFESTA – Associação dos Profissionais, Serviços para Casamento e Eventos Sociais.